6 coisas que você precisa analisar antes de aderir à franja curtinha

Franjas são capazes de repaginar o visual e deixá-lo completamente atualizado. Isto porque ela é capaz de emoldurar a face, esconder partes indesejadas, disfarçar ou salientar o formato do rosto e dar mais movimento e leveza ao cabelo, tudo isso com apenas algumas poucas tesouradas. Mas é essencial analisar todos os prós e contras antes de adotar este visual.

Ela cresce muito rápido
As suas visitas ao salão vão se tornar mais frequentes – se você não quiser que a franja caia nos olhos. Geralmente, deve ser aparada a cada 15 dias. E muito cuidado ao tentar acertar o tamanho em casa: o resultado pode ser desastroso. Bônus: quando você adota a franja reta, sua sobrancelha fica escondida – e vai precisar de menos manutenção!

Mas não é fácil se livrar dela
Cansou da franja? É preciso ter paciência para esperar o cabelo crescer. Primeiro, ela vai incomodar a sua visão. Depois, vai precisar de acessórios, como grampos e presilhas, para ficar de lado até ficar de um tamanho bom.

O secador se torna um item obrigatório
Mesmo que você use de lado ou para a frente, a franja sempre pede uma escovada básica para não ficar desalinhada e com frizz. Deixar secar ao vento nem pensar.

Franja é mais oleosa do que o resto do cabelo
A oleosidade da testa é transferida para a franja – e ela entrega se você, digamos, estiver há alguns dias sem lavar os fios. Evite passar as mãos nela toda hora para não agravar o problema.

O xampu seco é um aliado
Para dar uma boa textura nas madeixas e ainda barrar a oleosidade, carregue o seu frasco desse produto na bolsa e aplique sempre que necessário.

Nem toda franja combina com todo mundo
Cada estilo combina de corte mais com um formato de rosto. Consulte um cabeleireiro e busque referência antes de decidir de qual modelo será a sua.

Fonte: Revista Cláudia

 

 

Sem Respostas para "6 coisas que você precisa analisar antes de aderir à franja curtinha"


    Tem algo a dizer?

    Algum html é OK